Votuporanga

Sarampo

A+ |   A-  | Atualizado em 15/1/2019 14h56

Causas, sintomas, diagnóstico, prevenção e tratamento

O sarampo é uma doença infecciosa aguda, de natureza viral, grave, transmitida pela fala, tosse e espirro, e extremamente contagiosa, mas que pode ser prevenida pela vacina. Pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade da doença, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. Em algumas partes do mundo, a doença é uma das principais causas de morbimortalidade entre crianças menores de 5 anos de idade.

Sintomas do sarampo
- Febre alta, acima de 38,5ºC;
- Dor de cabeça;
- Manchas vermelhas, que surgem primeiro no rosto e atrás das orelhas, e, em seguida, se espalham pelo corpo
- Tosse;
- Coriza;
- Conjuntivite;
- Manchas brancas que aparecem na mucosa bucal conhecida como sinal de koplik, que antecede de 1 a 2 dias antes do aparecimento das manchas vermelhas

Transmissão do sarampo
A transmissão do sarampo ocorre de forma direta, por meio de secreções expelidas ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Por isso, o elevado poder de contágio da doença.

Prevenção do sarampo
A vacinação contra o sarampo é a única maneira de prevenir a doença.

É importante destacar que o Ministério da Saúde oferta gratuitamente para todos os estados da federação as vacinas tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) e a tetra viral (sarampo, rubéola, caxumba e varicela). As vacinas fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação e estão disponíveis ao longo de todo o ano nos postos de saúde em todo o país.

De acordo com o Ministério da Saúde, o esquema vacional preconizado é o seguinte:

Crianças de 12 meses a
menores de 5 anos de
idade
Uma dose aos 12 meses
(tríplice viral) e outra aos
15 meses de idade (tetra
viral).
Crianças de 5 anos a 9 anos
de idade que perderam a
oportunidade de serem
vacinadas anteriormente
Duas doses da vacina
tríplice
Pessoas de 10 a 29 anos Duas doses das vacina
tríplice 
Pessoas de 30 a 49 anos Uma dose da vacina
tríplice viral

Não devem receber a vacina:
- Casos suspeitos de sarampo
- Gestantes: devem esperar para serem vacinadas após o parto. Caso esteja planejando engravidar, assegure-se que você está protegida. Um exame de sangue pode dizer se você já está imune à doença. Se não estiver, deve ser vacinada um mês, antes da gravidez. Espere pelo menos quatro semanas antes de engravidar.
- Menores de 6 meses de idade
- Imunocomprometidos

Viajantes
Após a introdução da vacinação contra o sarampo a incidência da doença reduziu drasticamente, no entanto epidemias podem ocorrer a cada 2 ou 3 anos nos países onde a cobertura vacinal é baixa como é o caso de alguns países da Europa, África e Ásia.

Neste sentido, reforça-se que viajantes com destinos internacionais procurem um posto de saúde pelo menos quinze dias antes da viagem, para serem avaliados e vacinados, caso necessário, conforme as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

Profissionais da área de turismo, profissionais dos portos, aeroportos e fronteiras, aeroviários, taxistas, funcionários de hotéis e outros profissionais que atuam diretamente com turistas devem estar com a situação vacinal atualizada conforme as indicações do Calendário Nacional de Vacinação.

Tratamento do sarampo
Não existe tratamento específico para o sarampo. É recomendável a administração da vitamina A em crianças acometidas pela doença, a fim de reduzir a ocorrência de casos graves e fatais. O tratamento profilático com antibiótico é contraindicado.

Para os casos sem complicação, manter a hidratação, o suporte nutricional e diminuir a hipertermia. Muitas crianças necessitam de quatro a oito semanas para recuperar o estado nutricional que apresentavam antes do sarampo. Complicações como diarreia, pneumonia e otite média devem ser tratadas de acordo com normas e procedimentos estabelecidos pelo Ministério da Saúde.



Fonte: http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/sarampo.

Ícone impressão Imprimir Ícone de amigo Envie para um amigo Ícone voltar Voltar

http://www.unimeds.com.br/v8/images/home_icon.gif /v8/imagens/ans.jpg

Copyright © 2019 Unimedvotuporanga.com.br- Política de Privacidade

Rua Mato Grosso, 3936 - Santa Eliza - Votuporanga - SP
Cep: 15505-185 - Tel: (17) 3405-9494 - Registro na ANS: nº 32807-3